Marcadores

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Você acredita em extraterrestre?


Hoje me deparei com o questionamento feita por um amigo no facebook:

- Vocês acreditam em Extraterrestres?
Diversas pessoas deram suas opiniões, como já é de se imaginar surgem diversas linhas de raciocínio e de pontos de vista sobre o assunto com respostas desde “isso é possível” até “vocês vão queimar no inferno, somos únicos”.

Realmente esse assunto é bem complexo, por isso decidi usar alguns exemplos dos cinemas para falar sobre os extraterrestres, vamos pegar alguns filmes bem conhecidos para as comparações.

Antes de mais nada, quero dizer que sou extremista e não acredito que seremos “visitados” por seres que querem somente “amizade”, pelo contrario eles virão pra detonar os humanos e quem sabe a terra também, um cara que tem muito conceito (pelo menos pra mim!) é o Stephen Hawking que em entrevista disse que: "Se alienígenas nos visitassem agora, o resultado seria muito parecido com o que aconteceu quando Colombo chegou à América: não foi nada bom para os povos nativos".

Pra mim isso já responde tudo, mas ainda tem gente que acha que os aliens são bonitinhos e bonzinhos, BES – TEI - RA, pura ilusão, eu concordo com Stephen será pior experiência que teremos, mas ainda tem gente que torce pra esse dia acontecer e quando acontecer tenho certeza que não vai ser como no filme E.T, não vou nem comentar muito por que deve ter gente que gosta da idéia (não estou falando do filme e sim da idéia que ele representa) um bichinho que de tão feio se torna querido e as pessoas acabam aceitando o fato de algo tão chocante acontecer, posso citar o filme Cocoon outro exemplo bem otimista do que pode acontecer, os seres humanos sugarem a vitalidade dos aliens, só um alien burro deixaria isso acontecer, no mínimo eles chegaria atirando (e perguntariam depois).

Falando em tiro chegamos à parte que mais me interessa, as minhas teorias, começamos com um clássico “Guerra dos mundos” quem acredita que depois de invadir o mundo estar com a faca e o queijo nas mãos, os bestas dos aliens vão morrer devido a uma coisa tão simples como as bactérias! Sério mesmo, se alguma espécie de qualquer ser pensante que tem a capacidade de sair de seu planeta para invadir outros planetas não vai se precaver? Só se for humano mesmo para cometer uma besteira dessas!

Outra coisa que não vai acontecer é o que vimos no filme Independence day, não, definitivamente o exercito americano não vai nos salvar principalmente usando um caça, sem contar que um cara eu disse “um cara” consegue invadir um sistema alienígena e lançar um vírus pra desligar os escudos inimigos, sério mesmo juntando todos os especialistas do mundo (nossos Hackers) não conseguiriam fazer isso em menos de 1 anos isso pra ser bem otimista e levando em conta todo esse tempo acho que não sobraria ninguém depois de alguns meses, portanto isso não é algo que vai acontecer!

Passando a diante esse filme até poderia acontecer, avisando que poderia em partes! Os Aliens até poderiam ficar presos aqui na terra, mas com certeza não iriam ficar num acampamento ou gueto, no mínimo os caras iam começar a querer matar todos e dominar o mundo, no filme são mais de um milhão de aliens, mais rápidos, maiores e com tecnologia que deixa a nossa no chinelo, o que eles iam fazer? Matar todos sem pensar duas vezes!

Pra terminar um dos mais recentes sobre o assunto Batalha de Los Angeles, mais um filme em que os americanos DETONAM os aliens e nesse filme é mano a mano é na unha! Tenho certeza que o dia que um alien vier dominar a terra “neguinho” não vai sair na bala com ele, vai sair é correndo pra um bunker e torcer pra não ser achado!

Só sei que o dia que isso acontecer de verdade, não quero estar aqui por que provavelmente quem estiver não vai gostar nem um pouco, agora basta saber se a gente não vai detonar o planeta antes deles chegarem, mas essa é uma outra história, fica pra um outro post!

Obrigado ao meu amigo Thon que deu a idéia rsrsrsrsrsr!

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Francisco o gato de apartamento!


Vou lhes contar a História de Francisco o gato de apartamento que sabia que existia algo além das paredes do apartamento onde morava.

Francisco foi dado à Alencar um jovem de 16 anos morador de um bairro de classe média numa cidade qualquer, os pais de Alencar muito preocupados com a timidez de seu filho decidiram dar um gato de presente a ele no seu décimo sexto aniversário, talvez assim o menino tivesse algo a se apegar, mas muito mais que o afeto ao filho seus pás queriam é não ter o peso em suas consciências, pois seu filho não era exatamente um adolescente popular tão pouco de sair as tardes para passear ou ir à alguns lugar com seus amigos, ele não tinha amigos e o presente que seus pais lhe deram era a forma de estarem em paz e darem um pouco de sociabilidade ao menino, se é que dar um gato à um adolescente é sociabilizá-lo.

Francisco chegou à casa de Alencar muito novinho, recém desmamado, seu pelo cinza e seus olhos azuis chamava a atenção de qualquer pessoa, e não foi diferente com Alencar, quando o garoto viu o gato se apaixonou instintivamente pelo animal, conforme o tempo passava Alencar e Francisco ou Chico como era chamado estavam cada vez mais ligados, no apartamento de três quartos, amplo e bem mobiliado, Chico era o rei, apesar dos pais de Alencar não darem muita bola para o gato ele não se importava, pois Alencar seu dono sempre estava lá para brincar, agradar e deixar o gato ser o dono da casa.

Chico com o passar do tempo foi notando instintivamente que seu mundo estava ficando pequeno, e que pos de trás das paredes de sua casa havia algo a ser explorado, começou a perceber que havia algo além das cortinas da casa que por imposição da mãe de Alencar sempre estavam fechadas, Chico não se contentava em ficar somente no quarto de Alencar sempre escapava, hora explorava a escuridão que havia embaixo dos sofás, hora estava subindo nos armários da cozinha, mas o que ele gostava mesmo era de correr pelos corredores compridos do apartamento.

Numa manhã de um dia qualquer de faxina a diarista sem se preocupar com sua patroa que havia saído, deixou as janelas da sala abertas para o sol entrar na casa e tirar um pouco daquele cheiro de mofo da casa, a empregada ficava indignada por uma família tão bem financeiramente ter manias tão estranhas, como uma casa tão bonita vivia com as janelas fechadas, como não gostavam de ver aquela vista tão bonita da janela, pois a janela da sala da casa dava de frente a uma grande praça, cheia de Ipês um gramado verde lindo, e um lago ao fundo, realmente não existia melhor paisagem que aquela.

Chico naquele dia acordou com o barulho do aspirador de pó, ele sabia que a diarista estava em casa e como de costume foi correr atrás do fio do aspirador, levantou-se espreguiçou-se ainda meio sonolento tomou seu banho matutino, um banho rápido diga-se de passagem já que não poderia perder tempo pois a diarista a qualquer momento poderia desligar o aspirador e ele perderia seu passatempo, desceu da cama, e foi em direção à porta, mas na metade do caminho viu que algo estava estranho, algo brilhava mais naquele cômodo, quanto mais próximo da porta chegava, mais intensa era a luz, ele por alguns segundos ele teve receio em ir adiante, mal sabia ele que estava diante da maior descoberta de sua vida!

Chico ao atravessar a porta do quarto e ir em direção a sala descobriu que seu mundo era pequeno, que sua casa não era tudo que existia, mais que rápido Chico foi em direção a janela, e num misto de alegria, surpresa e euforia contemplou a paisagem tão linda a sua frente, mas segundos depois foi atingido forte pela decepção, o apartamento onde morava ficava no sexto andar mesmo para um gato não seria fácil descer, sem falar em Chico que não era o mais exímio dos gatos, onde sua maior façanha foi pular de cima da geladeira até a mesa da cozinha, depois disso ficou 5 dias mancando.

Nos dias seguintes a meta de Chico era sair e desvendar aquele maravilhoso mundo, seu comportamento começou a mudar e ficou notório depois de algum tempo, ele não se contentava mais com as brincadeiras com Alencar, não se contentava mais em sair correndo pelo corredor, ele queria mais, Alencar já um homenzinho (de acordo com sua mãe), estava indo estudar fora, já havia terminado o ensino médio e estava se mudando para outra cidade para cursar a faculdade, relutou em deixar seu fiel companheiro Francisco, mas de acordo com sua mãe Alencar não teria mais tempo para cuidar do felino já que seus estudos eram em tempo integral e seu novo apartamento era pequeno demais para um gato ficar o dia todo sozinho, ela explicou que o animal iria se estressar e que acabaria morrendo, Alencar acatando a ordem da mãe deixou seu amigo e partiu para sua nova vida, mas antes de sair abraçou Chico e disse que logo estaria de volta com lagrimas nos olhos Alencar se foi.

Chico cada vez mais triste por não conseguir sair e desvendar o mundo que o espera, agora estava definitivamente só, já que a mãe e o pai de Alencar não davam muita importância para o gato, não lhe faltava comida e cama, mas isso não era tudo, ele queria o mundo novo! Com o passar do tempo ele ficava cada vez mais obcecado pelo mundo lá fora e começou a incomodar os pais de Alencar, seu comportamento havia mudado, começou a rondar a porta da frente do apartamento para que em um deslize de alguém que entrasse ou saísse ele pudesse escapar, mas suas tentativas eram todas frustradas.

Muito tempo depois e já quase sem esperanças Chico acorda com o barulho do aspirador de pó, meio desanimado ele vai fazer uma das poucas coisas que ainda sente prazer em fazer, correr atrás do fio do aspirador de pó, demorou mais que o tempo de costume, já não havia tanta graça naquilo, mas mesmo assim foi para pelo menos passar um pouco de tempo com algo que um dia já lhe proporcionou tanto prazer, quando chegou na sala ele sentiu algo diferente, algo tocava seu pêlo como não havia sentido antes, olhou em volta pra ver o que era e seus olhos brilharam quando ele viu a janela aberta, aquela era a hora, não importava como, sem medo ele correu para a direção do portal tão desejado, não parou de correr, se apoiou no sofá para pegar impulso, ninguém poderia pará-lo, o sofá foi como um trampolim, ele voou pela janela aberta e sentiu o sol e o vento tocarem seu pelo cinza!

Foi um momento inesquecível, único, ele planava no ar, fechou os olhos e curtiu aquele momento tão esperado, a sensação do vento em seu corpo e a expectativa de encontrar tantas coisas novas ele abriu os olhos para contemplar a beleza que por tanto tempo havia sido privada a ele e viu as arvores, o gramado a rua o lago, todos do alto, esse momento durou alguns segundos, até que ele bateu no chão, não podemos esquecer que ele se jogou do sexto andar do prédio, mas aqueles segundos que ficou livre valeram a pena, um animal que por tanto tempo ficou preso enfim descobriu o que era a liberdade mesmo que por alguns instantes!



Esse post eu tive a ajuda de um amigo Cauhê que numa conversa falou sobre um gato de apartamento eu só dramatizei e matei o gato no fim rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

terça-feira, 29 de março de 2011

Você fala o que pensa?


Você já parou pra pensar.........na verdade acho que todo mundo pensa, mas são poucos que expressam suas opiniões em público.

E você deve ter pensado uma dessas alternativas, quando leu o texto acima:

1 - Que idiota esse cara, o que ele sabe de mim!;
2 - Éhhhhh.......o que eu to fazendo nesse blog mesmo?;
3 - É verdade eu deveria expor mais minhas idéias;
4 - Que nada falo o que penso mesmo, doa a quem doer.

Cheguei a essa conclusão por que muitas pessoas tem medo de escreverem algo e serem mal compreendidos, por não terem capacidade suficiente pra formar uma opinião, ou por realmente serem uns “idiotas”, tenho pena da maioria das pessoas.

Caso você tenha alguma coisa a dizer termine de ler o post e se ainda tiver coragem fique a vontade nos comentários.

Vou fazer um breve comentário para cada uma das alternativas que dei:

Para o número 1 eu digo que quem pensa assim não tem capacidade de falar algo realmente significativo e quando abre a boca só fala merda, que quando tenta falar algo as pessoas não dão a mínima para o que ele fala, e mesmo sabendo disso se acha o cara mais interessante do mundo, talvez não se dê conta que ninguém gosta de falar coisas serias com ele por que na verdade ele não sabe nada e quando acha que sabe só fala porcarias sem nexo;

Para o número 2 eu digo REALMENTE o que você esta fazendo nesse blog? Dá uma olhadinhas nos post’s anteriores, veja se algo te atrai, caso não queira, nem se de o esforço de continuar, volta pra sua vidinha de merda, continue vendo os mesmos sites de fofocas, de joguinhos retardados, sites de mulher pelada, e não volte mais aqui;

Para o número 3 eu digo que se você pensou isso, esta no caminho certo, não adianta ter uma opinião formada se outras pessoas não sabem sobre ela, deixe de lado a timidez e comece a dar mais espaço ao seu lado critico, não estou dizendo que você deve começar a descer o pau em tudo que vê de errado, mas comece aos poucos impor sua opinião perante os outros, deixe de ter medo e fale;

Para o número 4 eu digo será que fala mesmo? Pai, mãe, irmãos e coleginhas de escola não contam, esse é o típico argumento de pessoas que falam o que pensam para pessoas que não vão se opor ao que elas dizem, ou à pessoas que não interessam, assim fica fácil, você fala o que quer, as pessoas ouvem suas reclamações ridículas ou suas opiniões sem sentido, fingem que ouvem e você fica como “a pessoa de opinião”, tenho pena de pessoas assim!

Pare e pense, reflita um pouco:

Qual é seu programa de TV favorito?

Big Brother? Gugu? Novelas?

Você sabe por que o nome do programa é Big Brother? Você acha que chamar um dos integrantes da “casa mais vigiada do Brasil” de Brother ou Sister é certo?

Você passaria horas de seu dia assistindo um programa onde foi comprovada a manipulação de matérias e invenção de fatos?

Sei que novelas são interessantes pra maioria das pessoas, mas um livro não seria mais interessante? Nós vivemos no “comodismo”, é simples aceitar tudo que vemos e ouvimos sem ao menos manifestarmos nossa opinião.

Fica aqui um desafio para aqueles que chegaram até aqui, dê sua opinião nos comentários, ou você tem medo do que os outros vão achar?

Fica aqui meu desafio.

segunda-feira, 28 de março de 2011

De volta aos Posts!!!!!


Depois de alguns meses sem postar nada aqui, resolvi voltar a ativa, escrever e levantar alguns assuntos que as vezes passam desapercebidos durante nossa rotina do dia a dia.

Nesse post resolvi escrever sobre a fé de algumas pessoas e como elas vêem determinadas situações, a fé é boa para as pessoas, realmente necessitamos acreditar em algo em nossas vidas, seja ela uma religião, uma teoria, uma equação, qualquer coisa, não existe uma pessoa descrente de tudo, existem pessoas que deixam de acreditar em algumas coisas no decorrer da vida, ou até mesmo são doutrinadas a não reconhecer certas coisas, por exemplo, existem algumas religiões que não acreditam em “SANTOS” outras não acreditam em “deuses”, outras na “ciência”, resumindo você pode até não acreditar e não aceitar, mas existem pessoas que extrapolam os limites.

Hoje vasculhando o mundo virtual (rsrsrsrsrss adorei essa!) me deparei com um cara chamado Pastor Paulo (somente isso) e o cara tava pirando no post que escreveu, no começo jurei que era palhaçada e que não passava de uma brincadeira com muita criatividade, mas isso me fez refletir sobre coisas que parecem brincadeira, mas na verdade são tão reais que acabam confundindo nossas cabeças e nos leva a pensar se aquilo realmente é verdade e se uma pessoa em sua sã consciência poderia ter escrito aquilo e acreditar no que escreveu!

O cara “o tal Pastor” escreveu sobre a ligação diabólica entre os HQ’s (Histórias em Quadrinhos) e o diabo, isso mesmo, relacionou alguns dos mais famosos quadrinhos e a cada um deu uma “comprovação” de que eram obras do demônio, não vou entrar em detalhes, mas adianto que é pra rir e se assustar, pois até onde vai à mente humana para chegar a tais argumentos!!!

Sabemos que algumas histórias são realmente feitas com o intuito de chamar a atenção para o tema, como as histórias do SPAWN, agora dizer que as histórias da Turma da Mônica são demoníacas e que Cascão, Cebolinha, Magali e Mônica são os quatro cavaleiros do apocalipse é demais, tudo bem que vez ou outra surgem supostas mensagens subliminares nas revistas isso é fato, mas isso é decorrente de um desenhista ou até mesmo marketing, só que colocar o colapso do mundo e relacioná-lo com histórias em quadrinhos é demais pro meu gosto, o mundo não esta cheio de marginais, drogados, bandidos, e todo o tipo de escoria mundana por causa de histórias em quadrinhos, tão pouco de músicas, livros ou qualquer coisa do gênero.

O mundo esta assim por que o homem não acredita mais, seja no que for o homem não tem princípios, não tem ética, não tem respeito, criamos nossas crianças assim, criamos nossos jovens assim, por isso que o mundo esta do jeito que esta onde foi parar a religião? Pessoas como esse tal pastor deveria dar atenção aos seus “fiéis” e não levantar teorias absurdas.

Se formos levar tudo ao pé da letra, a ferro e fogo, não comemos, não bebemos, não trabalhamos....
Isso me fez lembrar de uma frase algo parecido com: “o demônio quer que você pense que esta tudo bem, que ele não existe”, assim enquanto você acha que tudo esta bem, o Mal estará inserido em sua vida, afastando-o do caminho do bem....

...Quando digo pra darmos atenção ao que realmente é válido e não darmos atenção a coisas do gênero “apocalíptico nonsense” é pra termos realmente algo em que acreditamos, seja DEUS, JESUS CRISTO, BUDA, ou qualquer outro, ser religioso não é somente ir à igreja, ao culto, ao templo, etc., ser religioso é ter a fé em seu coração e principalmente em sua mente!

Poderia escrever mais sobre isso, mas é melhor ficar por aqui e não desvincular o assunto hihihi... abraço a todos e até o próximo post....

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sugestões para o Cão!

Fico Feliz por agradar as pessoas que lêem o “Histórias do Cão”, tava até pensando em fazer uma promoção no fim do ano hihihi, mas por enquanto vou fazer essa enquete para saber o que vocês gostariam de ler, que tipo de história, como, quando e onde ocorrem ....

É bem fácil de participar, deixe um comentário dizendo o que tipo de história gostaria de ler, use a imaginação e boas!!!!

Ááááá também mudei algumas configurações parece que algumas pessoas não estavam conseguindo postar comentários agora acho que esta resolvido!!!

Vou encerrar no domingo, por isso mande logo sua sugestão!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Você conhece seus vizinhos?


Eu estou escrevendo muito sobre religiosidade ultimamente acho que meus últimos post foram sobre isso hihi, mas são coisas do cotidiano e que afloram na minha cabeça sem eu querer, mas caso vocês gostem do tema podem ler acho que ficou aceitável!

Faz um tempo ouvi uma frase mais ou menos assim “667 o vizinho da besta”, pior que isso é verdade a maioria das pessoas são vizinhas do bem e do mal, daquelas pessoas que se lembram do seu vizinho quando precisam, vou tentar explicar de forma simples.

Temos a liberdade de escolher entre o bem e o mal, e eles estão do nosso lado simplesmente por uma questão de acaso, pois, o bem e o mal sempre existiram e fomos nós que nos estabelecemos ao lado de suas casas, daí vem àquela questão de afinidade, às vezes você gosta mais de um vizinho do que do outro, às vezes você ignora os dois, mas em algum momento algum deles vai ter algo que você precisa ou eles vão ver que você precisa de ajuda e vai oferecê-la.
É simples imagine você em casa numa noite qualquer e esta morrendo de vontade de tomar café, quando vai olhar no armário nota que não tem pó de café! E AGORA? Eu explico o que acontece:

Você pode pedir para aquele vizinho bonzinho que sempre ajuda, com certeza se ele tiver pra emprestar ele vai conceder sem problemas.

Você pode ir pedir para aquele vizinho mal visto pela vizinhança só por que a casa dele esta com a luz acesa e ele esta sentado na varanda, e você não quer incomodar seu vizinho bonzinho, pois ele já deve estar dormindo!

Ou ainda você pode sair à sua porta olhar para os dois lados e ver jogar na sorte, esperar e ver qual dos dois dá sinal de vida primeiro, um bater de porta, uma luz acesa, um passear com o cachorro, ou ate mesmo ver qual dos seus vizinhos esta mais perto evitando assim você ter que andar muito.

O problema é ver qual dos dois vai cobrar mais sobre a ajuda ofertada, muitas vezes uma simples xícara de café pode custar um pacote inteiro ou até mesmo anos de convivência com alguém que você não suporta e todas as tardes ter que tomar café com essa pessoa, mas ao contrario pode custar à mesma xícara de café ou uma gratidão eterna, basta saber qual alternativa tomar e transformar todas as duvidas e anseios em xícaras de café.

sábado, 11 de setembro de 2010

Como será nosso fim por Amasias!


Eu ando meio apocalíptico mesmo, tanto que decidi escrever mais um pouco sobre esse tema, eu me sinto bem em escrever essas coisas, mas esse post vai ser um pouco diferente do post anterior, vou pegar um gancho que essa semana chocou o mundo, todos ouviram falar naquele pastor que disse que iria atear fogo ao Alcorão o “Super Pastor Terry Jones”. Quero deixar bem claro que não sou contra nenhuma religião, crença ou algo do gênero, as pessoas são livres pra seguir o que acham certo e aplicável as suas vidas.

Mas esse tipo de atitude vai acabar com o mundo, imaginem só, se cada um achar-se no direito de perseguir ou atacar uma religião ou pessoa só por não aceitar algo que ela prega?

Velhos erros estarão de volta, as pessoas não tem memória muito boa, ou não aprenderam na escola dominical, ou na catequese, mas a perseguição por ideologias religiosas acontece a milhares de anos, os cristãos sendo perseguidos pelos judeus e ateus na antiguidade, mas não precisamos ir muito longe, no século passado os judeus sendo perseguidos pelos nazistas o holocausto, isso que me deixa indignado às pessoas não se lembram disso, não fazem a menor força pra assimilar a ideia de que se vamos contra algo e que se isso se tornar publico podemos ter resultados desastrosos.
Aquele pastor que tem menos de 50 “ovelhas” em seu rebanho esta fazendo tanto barulho e deixando o povo muçulmano tão ofendido que não duvido nada que “os caras” mandem matar ele, sua família e suas ovelhinhas, ate ai tudo bem o cara fez muito mesmo, ele deveria ter mais coerência e ficar na dele, existem muitas outras formas de se manifestar e conseguir algo sem ter que ir na TV e falar um monte de “merda” e ofender aos outros tão incisivamente.

O problema é a revolta que os muçulmanos vão ter mesmo não queimando os livros esse cara já fez merda, e pior de tudo o “super pastor” é americano!!! Tinha pior nacionalidade pra fazer isso? Sem sombra de dúvidas não teria, por menos os caras estão queimando bandeiras, explodindo carros, cometendo atentados, isso que eu chamo de “cutucar onça com vara curta”, mas vamos viajar agora, vamos para o “Fantástico Mundo do CÃO”, essa historia é contada por um sobrevivente do fim do mundo (sobrevivente até agora):

- Meu nome é Amasias que significa “o Senhor é forte”, estranho falar assim, hoje estou com 40 anos e ganhei esse nome há alguns anos, depois que tudo aconteceu depois que os homens desistiram de viver, depois que a fé dominou a razão, os homens enlouqueceram, meu nome de batismo é Cassiano, mas depois que os sinais surgiram e a guerra começou adotei Amasias, o que vou lhes contar é a pior coisa que já e que muitos irão ver:

Estamos num futuro próximo, devido a lideres radicalistas o mundo se transformou em um campo de batalha, paises se transformaram em cinzas e religiões se transformaram em nações, nossos limites territoriais não existem mais os lideres dos paises foram mortos junto com a maioria da população, voltamos a “idade das trevas” tudo isso devido à falta de humildade e humanidade de pessoas que achavam que sua religião era melhor, que seu DEUS era mais forte, que seus seguidores eram mais numerosos, assim sem se darem conta sucessivamente os sinais do Apocalipse foram acontecendo um a um, e os poucos que tentaram alertar a população sobre isso foram aniquilados.

Me lembro como se fosse hoje, o primeiro sinal dos fins dos tempos que vi, todos os lideres religiosos deixaram a tolerância e começaram a se atacar, em algumas semanas os canais de TV só falavam naquilo muitos achavam que ia acabar, mas se enganaram profundamente, aqueles que tentaram pregar a paz foram mortos “em nome dos DEUSES”.

Uma noite estava em casa, não agüentava mais ouvir falar de brigas, assassinatos, atentados em nome de DEUS, sentei na varanda e comecei a olhar para o céu fiquei lá por alguns minutos, comecei a admirar a infinita beleza das estrelas, quando observei estrelas cadentes cortando o céu, dezenas delas, entrei chamar minha esposa para ver aquela maravilha no céu, quando entro pela sala minha esposa estava ajoelhada em frente à TV, naquele momento me deparei com o segundo sinal do fim dos tempos, não eram estrelas cadentes, era mísseis, a guerra havia começado. Por mais alguns dias os canais de TV ainda funcionaram, juntamente com os telefones e a energia elétrica, ficávamos sabendo das noticias por rádio, e foi pelo radio que fiquei sabendo do absurdo!
A guerra era por causa da fé, muitos falavam pra escondermos qualquer sinal de nossa religião, pra evitarmos sermos mortos, outros diziam onde poderíamos nos encontrar com pessoas de nossa religião para podermos sobreviver.
Tivemos que sair de casa, ela havia sido atacada a noite, queimada sem a menor pena, tenho dó de quem fez isso, eu e minha esposa fomos para um seminário, lá encontramos muitas pessoas assustadas, feridas, traumatizadas, vindas dos grandes centros, numa conversa que tive descobri que as capitais foram as primeiras a serem dizimadas, não havia sobrado nada, não entendia o porquê daquilo tudo, depois de alguns dias conversando com um bispo que ali havia se exilado comecei a entender. O mundo realmente chegara ao seu fim, homens de paz que levavam a palavra foram dominados por mentes insanas que queriam o poder e a palavra divina!

Um dia fui surpreendido por um chamado:
- Aqueles que crêem em nosso DEUS venham, aqueles que sabem por que estão aqui nos acompanhem!

Eu fui ate o local marcado, para meu espanto dentro da igreja todo o clero do local estava presente, fomos informados que o mundo havia sucumbido à guerra, não sei como tinham tantas informações, mas escutei atentamente a cada uma. O mundo estava dividido, todas as religiões entraram em guerra “A Guerra Santa” como denominavam, eles pediam que os homens que pudessem lutar fossem para o fronte de batalha, no inicio pediram, utilizaram da crença para tentar convencer os que ali estavam que lutar era a melhor alternativa, mas não precisaram de muita “lábia”, não demorou muito fomos atacados por protestantes, pareciam loucos, gritando em nome de DEUS, atacavam com o que tinham nas mãos, alguns com armas de fogo outros com foices, facões, bombas incendiárias, fomos pegos de surpresa no inicio da noite quando todos estavam na igreja orando. Pouco sobrou, eu fui dos poucos que sobreviveram, minha ultima lembrança do seminário foi ao longe quando estava me afastando do fogo, olhei para traz e vi as chamas a fumaça, mas nada podia fazer, foi então que adquiri meu novo nome Amasias, pois o ultimo sermão que ouvi em vida foi o que dizia que o homem deveria ser forte, e não sucumbir aos pecados, mesmo achando que lutar seria o maior pecado que os homens estavam cometendo naquele momento segui minha caminhada.
Durante o dia procurava me esconder e a noite andar, assim economizava energias, comida e água, buscava um local seguro, mas em muitas vezes pedia pela morte, por dezenas de dias caminhei sozinho evitando o contato com pessoas, às vezes mesmo que quisesse encontrá-las não conseguiria, foi nessa viagem que me deparei com o terceiro sinal, vi fome, senti fome, vi pragas, pestes atacando os que restavam, fervia a água antes de tomá-la, mas não sei se adiantava, sei que pra mim aquilo era um meio de me manter vivo.

À noite em minhas caminhadas por muitas vezes vi pessoas serem assassinadas, às dezenas, vi símbolos que nunca antes tinha visto, vi pessoas falarem línguas que nunca havia escutado, eis que me deparava com o quarto sinal, por isso evitava ao máximo chegar perto desses lugares e dessas pessoas, mas um dia sem querer encontrei um “mensageiro de DEUS”, estava quase amanhecendo e eu estava procurando um lugar pra dormir quando deparei-me com um ser, mais parecia um mendigo, suas roupas rasgadas, todo sujo, com um cajado nas mãos, não sei por que eu não corri, acho que por se tratar de uma só pessoa não fiquei com tanto medo, antes eu ter corrido, mas se eu tivesse temido não teria visto o quinto sinal, ao me ver ele me disse aos gritos:
- Venha até mim! Seja um de meus seguidores e conheça o paraíso!

Aos poucos fui me afastando, andando de costas e mantendo minha visão fixa no cidadão para não ser surpreendido, pois com tanto grito, não seria difícil chamar atenção de outros, mas quanto mais me afastava mais alto ele gritava e clamava que eu fosse seu servo, dizia que era messias e estava ali para arrebatar o povo, meu erro foi parar de me afastar, pois ele veio com fúria, acho que por eu não ter dado bola pra ele, foi nesse momento que cometi meu primeiro pecado, ao se aproximar com tanta raiva, não pensei duas vezes em me defender, quando vi seu cajado erguer-se ao me defender tomei o cajado de sua mão e lhe feri mortalmente, naquele dia não dormi, acho que por mais outros dias não parei de pensar naquilo, depois de um tempo comecei a ver o mundo de outra forma, não via as maldades que ocorreriam, as atrocidades que via, não eram a mesma coisa, meu coração havia esfriado! Já havia perdido a vontade de viver, já não existia mais esperança em meu coração.

Minha história acaba quando caminhava por um vale naquele dia decidi não dormir, não havia nenhum lugar seguro, então continuei minha caminhada durante o dia, já passava do meio dia, minha sombra já havia me transpassado e meu rosto já estava encharcado pelo suor, minhas vistas estavam turvas pelo sol e seu reflexo no chão árido, por um momento me senti observado, mas não estava tão preocupado com isso, pois minha fome e sede eram maior que qualquer medo ou sentido, maldita hora que meus sentidos falharam, por alguns segundos perdi a consciência, foi a hora dos inimigos atacarem, já não tinha saliva, meus lábios secos, minha vista ofuscada, sem forças fui preso e julgado ali mesmo, sem direito a defesa e sem forças para lutar ou mesmo argumentar, as ultimas palavras que ouvi para meu espanto foram:

- Pecador em nome de DEUS e do catolicismo, lhe tiramos a vida, pois não és digno de viver em meio à cristãos! Seu povo muitos levou, hoje é nosso dia, que sua alma queime no fogo do inferno!

Não tinha forças pra dizer que também era um cristão, que era católico, que era como eles, minha vida foi tirada pelo meu povo, tanto lutaram que não reconheceram um irmão, estavam tomados pelo ódio, pelo rancor, acho que foi melhor ter morrido, do que viver mais um dia nesse mundo, num mundo onde não existia mais a amizade, o amor, o carinho e a pureza, tinha saudades do mundo que conheci antes do caos, antes da vinda da besta, os que ficaram viram o ultimo sinal dos fins dos tempos.

Milhões de pessoas foram mortas, de todas as religiões poucas sobraram, em regiões afastadas, hoje creio que a “guerra” esta acabada, mas as custas de milhões de vidas, será que nossos DEUSES queriam assim?

A noite houve-se cantos de adoração, e durante o dia pessoas trabalhando pra reconstruir o mundo destruído, quem sabe um mundo melhor!



Para aqueles que conseguiram chegar ate aqui:

Hoje é o dia em que poderemos ser mais de Ti e menos de mim!

sábado, 21 de agosto de 2010

Como será nosso fim?


Uma das minhas maiores dúvidas é como o mundo vai acabar, minha opinião é que teremos um fim bem trágico, comecei a formular isso quando era adolescente e assisti ao primeiro filme que fez pensar sobre o assunto, “MAD MAX” era moleque de tudo, mas foi o inicio do que hoje eu vejo como a minha “visão do Apocalipse”, depois disso vieram inúmeros outros filmes que só me fizeram ter mais medo e ao mesmo tempo interesse por esse tema.
Não é de se duvidar que nosso fim seja bem diferente do que a bíblia diz, pois temos todos os itens necessários para que o mundo se acabe sem “intervenção divina”, digo isso por que existem guerras, armas poderosíssimas e pessoas que não estão nem ai pras outras, com base nisso existe a “teoria da seleção” não a NATURAL, mas sim a imposta pela situação, onde somente uma pequena parte dos habitantes do planeta irá sobreviver após uma catástrofe causada pelo homem, meu medo é de ser um desses sobreviventes, por que como isso não será um filme e o fim não vai ser “bonitinho”, não vejo muita expectativa em passar por essa seleção.

Imaginem um mundo acabado, cidades transformadas em ruínas, pessoas mortas espalhadas por toda a parte, sem comida, sem água, sem a mínima, eu disse a MÍNIMA infra-estrutura peã poder viver e não será como as catástrofes naturais que estão acontecendo imagine isso no mundo todo, voltamos à idade média! Logicamente de uma forma bem pior, sem televisão, sem rádio, ou qualquer outro tipo de comunicação! Imaginem o desespero das pessoas, e se você ainda for uma pessoa otimista mesmo estando numa situação como essa, não vá pensar que seu vizinho ou seus parentes que sobreviveram vão te ajudar, com certeza eles vão ser os primeiros a te matar, por que você ou vai comer a comida deles ou vai ser a comida deles!

Ááááá cara, mas você é louco, o mundo não vai acabar assim, temos muito tempo ainda, temos séculos nem vamos ver isso acontecer! Pare com isso!

Não meus amiguinhos, não vou parar, não vou parar por que é algo que pode acontecer amanhã! Você pode acordar e ver não conhecer mais o mundo que você vive isso me fez lembrar do ano de 2001, mais exatamente no dia 11 de Setembro, acordei era quase hora do almoço e quando ligo a TV o que vejo?
Um ataque terrorista ao Word Trade Center maluco!!!

Naquela hora eu pensei: - tamo tudo fudido! O mundo acaba hoje à noite!
Detalhe bem no dia do meu aniversário! Ninguém merece, fiquei o dia todo acompanhando as reportagens, e graças a DEUS não houve nenhuma guerra global, nem mísseis atômicos cortando os céus! Mas basta um maluco extremista pra ser o estopim de tudo e nos acordarmos num mundo pós apocalíptico, sem nada a não ser a vontade de acordar daquele pesadelo!

Mas uma coisa eu digo essas paradas de que o mundo vai acabar com ano e data certa, me desculpem, mas é balela, foi em 2000, agora em 2012, isso é só pra um bando de pessoas desequilibradas acharam que aquilo vai acontecer mesmo e se matarem antes hihi, me desculpem, mas isso é foda lembrei daquele povo louco que se matou na virada do século rsrsrsrs, não dá pra não rir!

Nosso fim será inesperado, será devastador, será FODA!!! E não adianta ficar pensando em filmes do gênero pra fazer estratégias de como sobreviver, você não terá um cachorro pra ser seu guarda costas, você não terá armas escondidas em casa, você não terá um carro “super foda”, você não terá um esconderijo preparado para resistir a tudo, depois de um tempo não existirá comida industrializada, combustível, nem nada do que você conhece e usa sem dar o valor devido hoje em dia, saiba que o fim está próximo e você pode não ser o sortudo que vai morrer! A não ser que você ache que a vida é um filme, mas mesmo assim pode ser considerado como apenas um coadjuvante e morrer assim mesmo!

OBS: caso alguém tenha uma outra visão do apocalipse fique a vontade em postar nos comentários ou caso seja muito grande, mas que interessante manda um e-mail para caogaijin@hotmail.com

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O terceiro filho!

Tentei colocar no Youtube, mas infelizmente por causa dessa merda de direitos autorais a música vai ter que ser trocada, mas pro povo que sempre tá aqui dando uma olhada, aí vai o stopmotion do Cão na versão original! video

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Série “Os Sete Pecados Capitais” – Luxúria


Esse pecado esta muito ligada à sexualidade, nem poderia deixar de estar, mas o sentido real da palavra é “deixar-se dominar pelas paixões”, e nos dias de hoje o que é mais evidente do que isso? O SEXO, tudo ou a grande maioria do que enxergamos tem conotação sexual, infelizmente o pior é que criamos pessoas que na grande maioria de seu tempo pensam nisso.
Não quero ser hipócrita nem mesmo defender nenhuma bandeira essa não é a minha intenção, mas o fato é que o tema é discutível cada um tem seu ponto de vista, o meu, vocês vão ler nesse post.

Cada dia que assisto Televisão fico cada vez mais indignado com as coisas que aparecem, e que somos “obrigados” a assistir, sabe-se que as emissoras necessitam do tão famoso IBOPE, e o que melhor pra aumentar a audiência do que “MULHER PELADA”? Na verdade mulheres seminuas mostrando a bunda para as câmeras!
Não vou negar que quando era adolescente e meus hormônios estavam à flor da pele me animava assistindo isso, mas conforme a gente cresce alguns pensamentos se alteram se tornam mais racionais do que hormonais.

Falando em adolescência me fez lembrar um grande amigo meu, com certeza a hora que o pessoal mais chegado ler esse post vai saber de quem eu estou falando, claro que não vou colocar nomes até por que o protagonista dessas historias hoje esta casado e sua esposa nem imagina que ele fez a metade das coisas que vou contar e as outras que não vou contar rsrsrsrsrsrsrs.

Na verdade éramos adolescentes tarados, mas como estávamos em um nível inferior aos caras “populares” nunca nos dávamos bem, isso causava certa frustração, mas tinha esse cara que vou chamar de “F” não tava nem ai, na cabeça dele o que ele fazia era satisfatório para seus prazeres, pra deixar claro nós éramos quatro amigos inseparáveis nessa época. Um dia ele não foi à aula e decidimos gazear aula para irmos a casa dele, quando chegamos, ele foi nos atender, “MEU DEUS” os olhos no fundo com olheiras, realmente acabado, depois de algumas conversas ele soltou a frase: “-Gente do céu hoje não fui a aula por que ontem bati meu recorde, foram 17 punhetas”, nós rimos muito chamamos o cara de louco e tal. Mas a perola do “F” foi chegar pra nós e dizer que tinha comido as galinhas (que fique claro que é o “animal”) da avó dele, nossa meu até hoje em dia tiramos uma da cara dele por isso!

Mas voltando ao assunto principal hoje em dia vejo muitas coisas que na minha época não existiam, antigamente menina de 12,13 anos era uma menina mesmo, brincava de boneca, e andava como uma “Maria Mijona”, há um tempo era moda ver concursos na televisão de menininhas imitando o Tchan! Serio gente isso pra mim é o fim! Pior de tudo são os pais que acham isso lindo e influenciam seus filhos (mesmo eles não querendo) a fazer algo assim! Estava procurando um grupo de crianças que faziam isso na TV achando que era um concurso feito pelo “GUGU” e pasmem, descobri que quem foi o criador disso foi o Raul Gil, . . . Você Raul Gil, porra cara!!! Mas é verdade o grupo se chamava Mulekada, e um exemplo do que eu to falando!

O sexo ou a sexualidade esta difundida na maioria das mídias hoje em dia e é difícil fugir disso, você liga a TV tem cenas de sexo, você liga o radio ouve uma musica denegrindo a família e seus valores, você abre uma revista tem um casal seminu num anuncio, daí vem “neguinho”, falando: “-ááá, mas você é careta, pare é legal ver essas mulheres peladas!!!
Eu até concordo em partes, por que existe hora adequada pra isso, imagina você jantando na sua casa com seus pais, seus filhos e seus avôs, daqui a pouco aparece na TV um casal se “atracando” poxa 9 horas da noite veio?!!! É complicado uma cena dessas, mas como no Brasil tudo pode só fica aqui meu post sobre mais um dos Pecados Capitais.