Marcadores

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sugestões para o Cão!

Fico Feliz por agradar as pessoas que lêem o “Histórias do Cão”, tava até pensando em fazer uma promoção no fim do ano hihihi, mas por enquanto vou fazer essa enquete para saber o que vocês gostariam de ler, que tipo de história, como, quando e onde ocorrem ....

É bem fácil de participar, deixe um comentário dizendo o que tipo de história gostaria de ler, use a imaginação e boas!!!!

Ááááá também mudei algumas configurações parece que algumas pessoas não estavam conseguindo postar comentários agora acho que esta resolvido!!!

Vou encerrar no domingo, por isso mande logo sua sugestão!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Você conhece seus vizinhos?


Eu estou escrevendo muito sobre religiosidade ultimamente acho que meus últimos post foram sobre isso hihi, mas são coisas do cotidiano e que afloram na minha cabeça sem eu querer, mas caso vocês gostem do tema podem ler acho que ficou aceitável!

Faz um tempo ouvi uma frase mais ou menos assim “667 o vizinho da besta”, pior que isso é verdade a maioria das pessoas são vizinhas do bem e do mal, daquelas pessoas que se lembram do seu vizinho quando precisam, vou tentar explicar de forma simples.

Temos a liberdade de escolher entre o bem e o mal, e eles estão do nosso lado simplesmente por uma questão de acaso, pois, o bem e o mal sempre existiram e fomos nós que nos estabelecemos ao lado de suas casas, daí vem àquela questão de afinidade, às vezes você gosta mais de um vizinho do que do outro, às vezes você ignora os dois, mas em algum momento algum deles vai ter algo que você precisa ou eles vão ver que você precisa de ajuda e vai oferecê-la.
É simples imagine você em casa numa noite qualquer e esta morrendo de vontade de tomar café, quando vai olhar no armário nota que não tem pó de café! E AGORA? Eu explico o que acontece:

Você pode pedir para aquele vizinho bonzinho que sempre ajuda, com certeza se ele tiver pra emprestar ele vai conceder sem problemas.

Você pode ir pedir para aquele vizinho mal visto pela vizinhança só por que a casa dele esta com a luz acesa e ele esta sentado na varanda, e você não quer incomodar seu vizinho bonzinho, pois ele já deve estar dormindo!

Ou ainda você pode sair à sua porta olhar para os dois lados e ver jogar na sorte, esperar e ver qual dos dois dá sinal de vida primeiro, um bater de porta, uma luz acesa, um passear com o cachorro, ou ate mesmo ver qual dos seus vizinhos esta mais perto evitando assim você ter que andar muito.

O problema é ver qual dos dois vai cobrar mais sobre a ajuda ofertada, muitas vezes uma simples xícara de café pode custar um pacote inteiro ou até mesmo anos de convivência com alguém que você não suporta e todas as tardes ter que tomar café com essa pessoa, mas ao contrario pode custar à mesma xícara de café ou uma gratidão eterna, basta saber qual alternativa tomar e transformar todas as duvidas e anseios em xícaras de café.

sábado, 11 de setembro de 2010

Como será nosso fim por Amasias!


Eu ando meio apocalíptico mesmo, tanto que decidi escrever mais um pouco sobre esse tema, eu me sinto bem em escrever essas coisas, mas esse post vai ser um pouco diferente do post anterior, vou pegar um gancho que essa semana chocou o mundo, todos ouviram falar naquele pastor que disse que iria atear fogo ao Alcorão o “Super Pastor Terry Jones”. Quero deixar bem claro que não sou contra nenhuma religião, crença ou algo do gênero, as pessoas são livres pra seguir o que acham certo e aplicável as suas vidas.

Mas esse tipo de atitude vai acabar com o mundo, imaginem só, se cada um achar-se no direito de perseguir ou atacar uma religião ou pessoa só por não aceitar algo que ela prega?

Velhos erros estarão de volta, as pessoas não tem memória muito boa, ou não aprenderam na escola dominical, ou na catequese, mas a perseguição por ideologias religiosas acontece a milhares de anos, os cristãos sendo perseguidos pelos judeus e ateus na antiguidade, mas não precisamos ir muito longe, no século passado os judeus sendo perseguidos pelos nazistas o holocausto, isso que me deixa indignado às pessoas não se lembram disso, não fazem a menor força pra assimilar a ideia de que se vamos contra algo e que se isso se tornar publico podemos ter resultados desastrosos.
Aquele pastor que tem menos de 50 “ovelhas” em seu rebanho esta fazendo tanto barulho e deixando o povo muçulmano tão ofendido que não duvido nada que “os caras” mandem matar ele, sua família e suas ovelhinhas, ate ai tudo bem o cara fez muito mesmo, ele deveria ter mais coerência e ficar na dele, existem muitas outras formas de se manifestar e conseguir algo sem ter que ir na TV e falar um monte de “merda” e ofender aos outros tão incisivamente.

O problema é a revolta que os muçulmanos vão ter mesmo não queimando os livros esse cara já fez merda, e pior de tudo o “super pastor” é americano!!! Tinha pior nacionalidade pra fazer isso? Sem sombra de dúvidas não teria, por menos os caras estão queimando bandeiras, explodindo carros, cometendo atentados, isso que eu chamo de “cutucar onça com vara curta”, mas vamos viajar agora, vamos para o “Fantástico Mundo do CÃO”, essa historia é contada por um sobrevivente do fim do mundo (sobrevivente até agora):

- Meu nome é Amasias que significa “o Senhor é forte”, estranho falar assim, hoje estou com 40 anos e ganhei esse nome há alguns anos, depois que tudo aconteceu depois que os homens desistiram de viver, depois que a fé dominou a razão, os homens enlouqueceram, meu nome de batismo é Cassiano, mas depois que os sinais surgiram e a guerra começou adotei Amasias, o que vou lhes contar é a pior coisa que já e que muitos irão ver:

Estamos num futuro próximo, devido a lideres radicalistas o mundo se transformou em um campo de batalha, paises se transformaram em cinzas e religiões se transformaram em nações, nossos limites territoriais não existem mais os lideres dos paises foram mortos junto com a maioria da população, voltamos a “idade das trevas” tudo isso devido à falta de humildade e humanidade de pessoas que achavam que sua religião era melhor, que seu DEUS era mais forte, que seus seguidores eram mais numerosos, assim sem se darem conta sucessivamente os sinais do Apocalipse foram acontecendo um a um, e os poucos que tentaram alertar a população sobre isso foram aniquilados.

Me lembro como se fosse hoje, o primeiro sinal dos fins dos tempos que vi, todos os lideres religiosos deixaram a tolerância e começaram a se atacar, em algumas semanas os canais de TV só falavam naquilo muitos achavam que ia acabar, mas se enganaram profundamente, aqueles que tentaram pregar a paz foram mortos “em nome dos DEUSES”.

Uma noite estava em casa, não agüentava mais ouvir falar de brigas, assassinatos, atentados em nome de DEUS, sentei na varanda e comecei a olhar para o céu fiquei lá por alguns minutos, comecei a admirar a infinita beleza das estrelas, quando observei estrelas cadentes cortando o céu, dezenas delas, entrei chamar minha esposa para ver aquela maravilha no céu, quando entro pela sala minha esposa estava ajoelhada em frente à TV, naquele momento me deparei com o segundo sinal do fim dos tempos, não eram estrelas cadentes, era mísseis, a guerra havia começado. Por mais alguns dias os canais de TV ainda funcionaram, juntamente com os telefones e a energia elétrica, ficávamos sabendo das noticias por rádio, e foi pelo radio que fiquei sabendo do absurdo!
A guerra era por causa da fé, muitos falavam pra escondermos qualquer sinal de nossa religião, pra evitarmos sermos mortos, outros diziam onde poderíamos nos encontrar com pessoas de nossa religião para podermos sobreviver.
Tivemos que sair de casa, ela havia sido atacada a noite, queimada sem a menor pena, tenho dó de quem fez isso, eu e minha esposa fomos para um seminário, lá encontramos muitas pessoas assustadas, feridas, traumatizadas, vindas dos grandes centros, numa conversa que tive descobri que as capitais foram as primeiras a serem dizimadas, não havia sobrado nada, não entendia o porquê daquilo tudo, depois de alguns dias conversando com um bispo que ali havia se exilado comecei a entender. O mundo realmente chegara ao seu fim, homens de paz que levavam a palavra foram dominados por mentes insanas que queriam o poder e a palavra divina!

Um dia fui surpreendido por um chamado:
- Aqueles que crêem em nosso DEUS venham, aqueles que sabem por que estão aqui nos acompanhem!

Eu fui ate o local marcado, para meu espanto dentro da igreja todo o clero do local estava presente, fomos informados que o mundo havia sucumbido à guerra, não sei como tinham tantas informações, mas escutei atentamente a cada uma. O mundo estava dividido, todas as religiões entraram em guerra “A Guerra Santa” como denominavam, eles pediam que os homens que pudessem lutar fossem para o fronte de batalha, no inicio pediram, utilizaram da crença para tentar convencer os que ali estavam que lutar era a melhor alternativa, mas não precisaram de muita “lábia”, não demorou muito fomos atacados por protestantes, pareciam loucos, gritando em nome de DEUS, atacavam com o que tinham nas mãos, alguns com armas de fogo outros com foices, facões, bombas incendiárias, fomos pegos de surpresa no inicio da noite quando todos estavam na igreja orando. Pouco sobrou, eu fui dos poucos que sobreviveram, minha ultima lembrança do seminário foi ao longe quando estava me afastando do fogo, olhei para traz e vi as chamas a fumaça, mas nada podia fazer, foi então que adquiri meu novo nome Amasias, pois o ultimo sermão que ouvi em vida foi o que dizia que o homem deveria ser forte, e não sucumbir aos pecados, mesmo achando que lutar seria o maior pecado que os homens estavam cometendo naquele momento segui minha caminhada.
Durante o dia procurava me esconder e a noite andar, assim economizava energias, comida e água, buscava um local seguro, mas em muitas vezes pedia pela morte, por dezenas de dias caminhei sozinho evitando o contato com pessoas, às vezes mesmo que quisesse encontrá-las não conseguiria, foi nessa viagem que me deparei com o terceiro sinal, vi fome, senti fome, vi pragas, pestes atacando os que restavam, fervia a água antes de tomá-la, mas não sei se adiantava, sei que pra mim aquilo era um meio de me manter vivo.

À noite em minhas caminhadas por muitas vezes vi pessoas serem assassinadas, às dezenas, vi símbolos que nunca antes tinha visto, vi pessoas falarem línguas que nunca havia escutado, eis que me deparava com o quarto sinal, por isso evitava ao máximo chegar perto desses lugares e dessas pessoas, mas um dia sem querer encontrei um “mensageiro de DEUS”, estava quase amanhecendo e eu estava procurando um lugar pra dormir quando deparei-me com um ser, mais parecia um mendigo, suas roupas rasgadas, todo sujo, com um cajado nas mãos, não sei por que eu não corri, acho que por se tratar de uma só pessoa não fiquei com tanto medo, antes eu ter corrido, mas se eu tivesse temido não teria visto o quinto sinal, ao me ver ele me disse aos gritos:
- Venha até mim! Seja um de meus seguidores e conheça o paraíso!

Aos poucos fui me afastando, andando de costas e mantendo minha visão fixa no cidadão para não ser surpreendido, pois com tanto grito, não seria difícil chamar atenção de outros, mas quanto mais me afastava mais alto ele gritava e clamava que eu fosse seu servo, dizia que era messias e estava ali para arrebatar o povo, meu erro foi parar de me afastar, pois ele veio com fúria, acho que por eu não ter dado bola pra ele, foi nesse momento que cometi meu primeiro pecado, ao se aproximar com tanta raiva, não pensei duas vezes em me defender, quando vi seu cajado erguer-se ao me defender tomei o cajado de sua mão e lhe feri mortalmente, naquele dia não dormi, acho que por mais outros dias não parei de pensar naquilo, depois de um tempo comecei a ver o mundo de outra forma, não via as maldades que ocorreriam, as atrocidades que via, não eram a mesma coisa, meu coração havia esfriado! Já havia perdido a vontade de viver, já não existia mais esperança em meu coração.

Minha história acaba quando caminhava por um vale naquele dia decidi não dormir, não havia nenhum lugar seguro, então continuei minha caminhada durante o dia, já passava do meio dia, minha sombra já havia me transpassado e meu rosto já estava encharcado pelo suor, minhas vistas estavam turvas pelo sol e seu reflexo no chão árido, por um momento me senti observado, mas não estava tão preocupado com isso, pois minha fome e sede eram maior que qualquer medo ou sentido, maldita hora que meus sentidos falharam, por alguns segundos perdi a consciência, foi a hora dos inimigos atacarem, já não tinha saliva, meus lábios secos, minha vista ofuscada, sem forças fui preso e julgado ali mesmo, sem direito a defesa e sem forças para lutar ou mesmo argumentar, as ultimas palavras que ouvi para meu espanto foram:

- Pecador em nome de DEUS e do catolicismo, lhe tiramos a vida, pois não és digno de viver em meio à cristãos! Seu povo muitos levou, hoje é nosso dia, que sua alma queime no fogo do inferno!

Não tinha forças pra dizer que também era um cristão, que era católico, que era como eles, minha vida foi tirada pelo meu povo, tanto lutaram que não reconheceram um irmão, estavam tomados pelo ódio, pelo rancor, acho que foi melhor ter morrido, do que viver mais um dia nesse mundo, num mundo onde não existia mais a amizade, o amor, o carinho e a pureza, tinha saudades do mundo que conheci antes do caos, antes da vinda da besta, os que ficaram viram o ultimo sinal dos fins dos tempos.

Milhões de pessoas foram mortas, de todas as religiões poucas sobraram, em regiões afastadas, hoje creio que a “guerra” esta acabada, mas as custas de milhões de vidas, será que nossos DEUSES queriam assim?

A noite houve-se cantos de adoração, e durante o dia pessoas trabalhando pra reconstruir o mundo destruído, quem sabe um mundo melhor!



Para aqueles que conseguiram chegar ate aqui:

Hoje é o dia em que poderemos ser mais de Ti e menos de mim!

sábado, 21 de agosto de 2010

Como será nosso fim?


Uma das minhas maiores dúvidas é como o mundo vai acabar, minha opinião é que teremos um fim bem trágico, comecei a formular isso quando era adolescente e assisti ao primeiro filme que fez pensar sobre o assunto, “MAD MAX” era moleque de tudo, mas foi o inicio do que hoje eu vejo como a minha “visão do Apocalipse”, depois disso vieram inúmeros outros filmes que só me fizeram ter mais medo e ao mesmo tempo interesse por esse tema.
Não é de se duvidar que nosso fim seja bem diferente do que a bíblia diz, pois temos todos os itens necessários para que o mundo se acabe sem “intervenção divina”, digo isso por que existem guerras, armas poderosíssimas e pessoas que não estão nem ai pras outras, com base nisso existe a “teoria da seleção” não a NATURAL, mas sim a imposta pela situação, onde somente uma pequena parte dos habitantes do planeta irá sobreviver após uma catástrofe causada pelo homem, meu medo é de ser um desses sobreviventes, por que como isso não será um filme e o fim não vai ser “bonitinho”, não vejo muita expectativa em passar por essa seleção.

Imaginem um mundo acabado, cidades transformadas em ruínas, pessoas mortas espalhadas por toda a parte, sem comida, sem água, sem a mínima, eu disse a MÍNIMA infra-estrutura peã poder viver e não será como as catástrofes naturais que estão acontecendo imagine isso no mundo todo, voltamos à idade média! Logicamente de uma forma bem pior, sem televisão, sem rádio, ou qualquer outro tipo de comunicação! Imaginem o desespero das pessoas, e se você ainda for uma pessoa otimista mesmo estando numa situação como essa, não vá pensar que seu vizinho ou seus parentes que sobreviveram vão te ajudar, com certeza eles vão ser os primeiros a te matar, por que você ou vai comer a comida deles ou vai ser a comida deles!

Ááááá cara, mas você é louco, o mundo não vai acabar assim, temos muito tempo ainda, temos séculos nem vamos ver isso acontecer! Pare com isso!

Não meus amiguinhos, não vou parar, não vou parar por que é algo que pode acontecer amanhã! Você pode acordar e ver não conhecer mais o mundo que você vive isso me fez lembrar do ano de 2001, mais exatamente no dia 11 de Setembro, acordei era quase hora do almoço e quando ligo a TV o que vejo?
Um ataque terrorista ao Word Trade Center maluco!!!

Naquela hora eu pensei: - tamo tudo fudido! O mundo acaba hoje à noite!
Detalhe bem no dia do meu aniversário! Ninguém merece, fiquei o dia todo acompanhando as reportagens, e graças a DEUS não houve nenhuma guerra global, nem mísseis atômicos cortando os céus! Mas basta um maluco extremista pra ser o estopim de tudo e nos acordarmos num mundo pós apocalíptico, sem nada a não ser a vontade de acordar daquele pesadelo!

Mas uma coisa eu digo essas paradas de que o mundo vai acabar com ano e data certa, me desculpem, mas é balela, foi em 2000, agora em 2012, isso é só pra um bando de pessoas desequilibradas acharam que aquilo vai acontecer mesmo e se matarem antes hihi, me desculpem, mas isso é foda lembrei daquele povo louco que se matou na virada do século rsrsrsrs, não dá pra não rir!

Nosso fim será inesperado, será devastador, será FODA!!! E não adianta ficar pensando em filmes do gênero pra fazer estratégias de como sobreviver, você não terá um cachorro pra ser seu guarda costas, você não terá armas escondidas em casa, você não terá um carro “super foda”, você não terá um esconderijo preparado para resistir a tudo, depois de um tempo não existirá comida industrializada, combustível, nem nada do que você conhece e usa sem dar o valor devido hoje em dia, saiba que o fim está próximo e você pode não ser o sortudo que vai morrer! A não ser que você ache que a vida é um filme, mas mesmo assim pode ser considerado como apenas um coadjuvante e morrer assim mesmo!

OBS: caso alguém tenha uma outra visão do apocalipse fique a vontade em postar nos comentários ou caso seja muito grande, mas que interessante manda um e-mail para caogaijin@hotmail.com

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O terceiro filho!

Tentei colocar no Youtube, mas infelizmente por causa dessa merda de direitos autorais a música vai ter que ser trocada, mas pro povo que sempre tá aqui dando uma olhada, aí vai o stopmotion do Cão na versão original! video

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Série “Os Sete Pecados Capitais” – Luxúria


Esse pecado esta muito ligada à sexualidade, nem poderia deixar de estar, mas o sentido real da palavra é “deixar-se dominar pelas paixões”, e nos dias de hoje o que é mais evidente do que isso? O SEXO, tudo ou a grande maioria do que enxergamos tem conotação sexual, infelizmente o pior é que criamos pessoas que na grande maioria de seu tempo pensam nisso.
Não quero ser hipócrita nem mesmo defender nenhuma bandeira essa não é a minha intenção, mas o fato é que o tema é discutível cada um tem seu ponto de vista, o meu, vocês vão ler nesse post.

Cada dia que assisto Televisão fico cada vez mais indignado com as coisas que aparecem, e que somos “obrigados” a assistir, sabe-se que as emissoras necessitam do tão famoso IBOPE, e o que melhor pra aumentar a audiência do que “MULHER PELADA”? Na verdade mulheres seminuas mostrando a bunda para as câmeras!
Não vou negar que quando era adolescente e meus hormônios estavam à flor da pele me animava assistindo isso, mas conforme a gente cresce alguns pensamentos se alteram se tornam mais racionais do que hormonais.

Falando em adolescência me fez lembrar um grande amigo meu, com certeza a hora que o pessoal mais chegado ler esse post vai saber de quem eu estou falando, claro que não vou colocar nomes até por que o protagonista dessas historias hoje esta casado e sua esposa nem imagina que ele fez a metade das coisas que vou contar e as outras que não vou contar rsrsrsrsrsrsrs.

Na verdade éramos adolescentes tarados, mas como estávamos em um nível inferior aos caras “populares” nunca nos dávamos bem, isso causava certa frustração, mas tinha esse cara que vou chamar de “F” não tava nem ai, na cabeça dele o que ele fazia era satisfatório para seus prazeres, pra deixar claro nós éramos quatro amigos inseparáveis nessa época. Um dia ele não foi à aula e decidimos gazear aula para irmos a casa dele, quando chegamos, ele foi nos atender, “MEU DEUS” os olhos no fundo com olheiras, realmente acabado, depois de algumas conversas ele soltou a frase: “-Gente do céu hoje não fui a aula por que ontem bati meu recorde, foram 17 punhetas”, nós rimos muito chamamos o cara de louco e tal. Mas a perola do “F” foi chegar pra nós e dizer que tinha comido as galinhas (que fique claro que é o “animal”) da avó dele, nossa meu até hoje em dia tiramos uma da cara dele por isso!

Mas voltando ao assunto principal hoje em dia vejo muitas coisas que na minha época não existiam, antigamente menina de 12,13 anos era uma menina mesmo, brincava de boneca, e andava como uma “Maria Mijona”, há um tempo era moda ver concursos na televisão de menininhas imitando o Tchan! Serio gente isso pra mim é o fim! Pior de tudo são os pais que acham isso lindo e influenciam seus filhos (mesmo eles não querendo) a fazer algo assim! Estava procurando um grupo de crianças que faziam isso na TV achando que era um concurso feito pelo “GUGU” e pasmem, descobri que quem foi o criador disso foi o Raul Gil, . . . Você Raul Gil, porra cara!!! Mas é verdade o grupo se chamava Mulekada, e um exemplo do que eu to falando!

O sexo ou a sexualidade esta difundida na maioria das mídias hoje em dia e é difícil fugir disso, você liga a TV tem cenas de sexo, você liga o radio ouve uma musica denegrindo a família e seus valores, você abre uma revista tem um casal seminu num anuncio, daí vem “neguinho”, falando: “-ááá, mas você é careta, pare é legal ver essas mulheres peladas!!!
Eu até concordo em partes, por que existe hora adequada pra isso, imagina você jantando na sua casa com seus pais, seus filhos e seus avôs, daqui a pouco aparece na TV um casal se “atracando” poxa 9 horas da noite veio?!!! É complicado uma cena dessas, mas como no Brasil tudo pode só fica aqui meu post sobre mais um dos Pecados Capitais.

Série “Os Sete Pecados Capitais” – Gula


Esse pecado é bem complicado de falar por que pra mim, comer é uma das maravilhas do mundo.
E pior que pesquisando em alguns sites relacionados descobri que algumas pessoas falam que a gula é um pecado venial, ou seja, ninguém vai se importar muito se você cometer, sorte minha rsrsrsrsrsrs, mas se repararmos a gula talvez seja o pecado que as pessoas menos se importam, lógico que depende da situação, quando era pequeno minha mãe e minha avó viviam me xingando por causa disso.
- O menino não coma tanto é gula;
- Deixe um pouco pros outros;
- Pare de comer assim, você tem que deixar pros outros, isso é gula!
E tem o termo muito escutado por mim na minha infância, “gulodice”.

Dizem que a gula é uma forma de compensar algo que esta faltando em nossas vidas, pior que tem umas teorias bem bizarras sobre isso, achei num site que as mulheres começam a comer mais depois que casam para ficar menos “sexyes”, tem cada coisa por ai, mas uma das características da gula é comer pelo simples fato de comer, não se importando com o tipo de comida muito menos seu gosto. Pra mim e acho que pra maioria o ensinamento de gula foi pregado de forma errada, pois se algo é bom deve ser aproveitado, claro que nem sempre quando comemos estamos pecando, nada a ver, mas temos que ter temperança, uma vez ou outra claro que é bom comer um pouco a mais, mas o problema é sempre fazer isso e de forma descontrolada, ai sim você vai pro inferno, entenderam PRO INFERNO!!!!

Mas me fez lembrar de duas histórias de criança:
Estávamos de férias, nessa época a família inteira ia toda junta, quando digo família isso inclui tios, tias, sobrinhos, sobrinhas, primos e tudo mais, rolava ate cachorro na parada, daí já da pra imaginar uma casa de veraneio abarrotada de gente, sempre da confusão, mas a historia é que não sei qual dos primos que inventou um tal de “macarrão com tempero” que não era nada mais que um miojo sem aquela água e o tempero era colocado depois de escorrer a água, diga se de passagem que aquilo ficava uma bosta, um negócio intragável, horrivelmente forte, mas todos os primos queriam, mas um se destacou, ele encheu tanto o saco da mãe dele, mas encheu tanto, que a minha tia fez dois de uma vez só, eu lembro ate hoje aquele macarrão com aquele tempero verde por cima, na verdade era um pó sobre o macarrão, o moleque foi comendo aquilo no começo tava bom, depois da terceira colherada ele enjoou, nem era de espantar (aquela porra era forte pra cacete!) ele pegou o prato com aquele monte de macarrão e colocou na pia e foi saindo, minha tia viu aquilo de longe e já gritou:

“-O que você pensa que esta fazendo?”
Ele sem se tocar que tava fudido, disse bem de boas: “-Não quero mais!”
Minha tia já levantou com a cara de “eu te afogo seu merda” e foi pro lado do moleque pegou o prato colocou na mesa e disse: “-Você vai comer tudo” (com o tom de voz muito ameaçador)
Meu primo mesmo sabendo que ia se foder disse: “- Eu não vou comer, não quero mais”
Minha tia já possessa pegou um chinelão Havaianas e já foi pra cima do moleque, depois de levar uma surra bem dada teve que comer todo o prato com aquela coisa verde sem contar que depois disso teve que ficar de castigo.

Outra história muito boa é das minhas primas que desde que me conheço por gente elas não eram “flor que se cheire”, mas pra maioria das pessoas eram uns amores, mas nessa historia elas se foderam valendo, o fato é que elas tinham tomado café e alguns minutos depois minha tia recebeu uma visita e como é de costume ela ofereceu café, as visitas se sentaram à mesa e conversa vai conversa vem, minha primas não satisfeitas de terem acabado de comer começaram a atazanar minha tia: “-Mãe quero comer, mãe quero comer, mãe quero comer! Minha tia passando um “carão” disse que tinham acabado de comer e com um sorriso amarelo mandou elas irem brincar, mas elas persistiam minha tia perdeu a calma, e desceu o verbo nas meninas aguardou as visitas irem embora, chamou as duas que já até tinham esquecido do que tinham feito, colocou dois paes de casa (sabe daqueles grandões!) é fez as duas comerem inteiros! (acho que é por isso que elas são gordinhas!!! Rsrsrsrs :D

Mas o interessante é saber moderar com a comida, fazer dieta (se necessário) saber dividir e saber deixar um pouco pros outros, mas caso tudo isso não der certo tem uma passagem da bíblia muito boa pra casos como esses:

Provérbios 23:2 proclama: “mete uma faca à tua garganta, se és homem glutão”

Boa né!!!! :D

quinta-feira, 22 de julho de 2010

sábado, 10 de julho de 2010

“René Descartes” o cara!


Esse post foi uma sugestão do meu camarada Stevan, ele sugeriu e eu achei interessante falar sobre “René Descartes”, ááááá René. . .

"Penso, logo existo." Essa frase é usada por muitos, e digo que algumas pessoas acham que pensam e suas existências são meramente de coadjuvantes nesse mundo, não pelo fato de não serem pessoas importantes ou badaladas, mas sim por não fazerem nada de importante nem pra si mesmo!

"Daria tudo que sei, pela metade do que ignoro." Já discordo dele nessa frase, se ignoro é por que disso tudo 25% já provei e não me interessa 25% disso todo mundo ignora e não seria eu que iria contra a massa, e os 50% restantes nem sei que existe então não posso ignorar só não conheço!

Cara essa é ótima "Não ser útil a ninguém equivale a não valer nada." Tem um monte de gente que não sabe disso, mas vale a pena refletir!

Eu poderia ficar algum tempo aqui falando das celebres frases do “Renezão”, mas o cara era foda, era o típico “piá de prédio” o pai dele era um fodão do parlamento britânico, aí a gente já saca toda a história, filho de pai rico, doentinho. O cara não precisava trabalhar com os braços, e naquela época (1500 e lá vai chumbada) isso já era uma boa!

Estudou numa escola renomada lá na terra dele (Colégio jesuíta de Le Fleche, não precisa nem falar que é francês né!) e lá os caras enchiam tanto o saco dele que ele saiu meio “revoltadão” (jovem rebelde, cheio de dúvidas e ideologias) O cara se formou em direito (coitado) sem ter muita expectativa e ainda imaginando que o mundo teria muita coisa pra apresentá-lo, resolveu numa brilhante idéia em se alistar ao exercito (no exercito Renezão?!?!? Logo no exercito meu véio?!?!?) detalhe no alistamento, o cara era francês e se alistou no exercito da Holanda (não fiz uma pesquisa tão profunda assim, mas não sei se ele tinha alguma ligação com a Holanda, caso alguém saiba favor colocar nos comentários), mas o Renezão já de cara foi lutar contra os espanhóis, depois de alguns anos teve uma “visão” (sei lá o que ele tinha fumado pra tê-la), mas o cara resolveu sair pelo mundo e nessa época ele já tinha uma ideologia voltada à filosofia a matemática, física e afins.

Se você não gosta de matemática, física e todas aquelas matérias adjacentes pode por um pouco da culpa nesse cara por que ele foi um dos pais da matemática moderna, é isso mesmo, meus queridos ele é um dos pais! Poderia ser pior, só que o Renezão deu uma “medrada” por causa da inquisição que ocasionou a não publicou uma de suas obras Tratado do Mundo, uma obra de Física, na qual aborda a sua tese sobre o heliocentrismo, lógico que depois o negocio foi publicado, mas o cara tava bem preocupado por que a inquisição já tinha pego o Galileu.

René Descartes foi um cara que revolucionou sua época e provavelmente foi um dos caras que influenciaram Charles Darwin e o resto da “cambada”, se não fosse ele e outros nós estaríamos achando que a terra era o centro do universo (apesar de algumas pessoas acharem que são o centro do universo).

Mas o “foda” na vida dele foi o fim, ele tinha sido convidado pela rainha Christina (Suécia) pra ser professor, mas acho que os caras lá arrancavam o coro dele, por que em literaturas dizem que ele trabalhava a noite (até por volta da meia noite) e no outro dia tava em pé as 5 da madruga, isso não seria tão problemático se na Suécia fizesse por volta de -3º C isso não fez muito bem para o coitado do René, o cara morreu de pneumonia em 1650 (por isso eu digo trabalhar faz mal a saúde, ainda mais num lugar frio!) mas até depois de morto o cara foi “sacaneado”, por que ele era católico e morreu num pais protestante, e foi enterrado num cemitérios de crianças não batizadas tipo se acontecesse isso comigo ficaria muito “puto da vida” (ou morte hihi), mas depois foram bonzinhos com eles, seus conterrâneos repatriaram seus restos de volta a França e deram ate o nome de uma cidade em homenagem a ele (La Haye-Descartes), me fez lembrar de uma das frases dele:

"Quando gastamos tempo demais a viajar, tornamo-nos estrangeiros no nosso próprio país." Mas os conterrâneos dele foram bonzinhos por que trouxeram-no de volta né!

E pra terminar esse post tem uma frase dele que achei o máximo:

"Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir." É na época dele até era fácil, hoje se você falar isso te chamam de vadio, louco, vagabundo e o escambau, gostaria eu de ficar o dia todo só pensando na vida e em seus paradigmas. . . . . . áááááááááá prefiro ficar jogando videogame, assistindo TV, tomando coca, falando mal da vida alheia e postando minhas histórias!

Fonte: www.minhacabeca.com.sefodam (brincadeira, a fonte é biblioteca Library of Congress)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Um breve adeus.

Hoje se foi um amigo e vai demorar pra ver alguém parecido com ele, quando me falaram de seu falecimento parecia que não era verdade, tanto que continuei fazendo o que estava sem me abalar, no intimo não acreditava que aquele cara tinha ido, não queria acreditar que o cara que tocava baixo junto comigo tinha ido, aquele cara que gostava de “ferver” nos ensaios e que se indignava por que eu não conseguia lembrar da letra de Smoke in the water, foi com ele que aprendi a verdadeira história do nome dessa música e muitas outras coisas.
Os médicos já haviam dito que ele não teria muito tempo de vida, mas, esse tempo que haviam estimado pra ele já havia se esgotado há muitos anos e acho que as pessoas esqueceram disso, mas parece que alguém não esqueceu, na verdade deixou-o viver mais um pouco pra desmentir os homens e fazê-lo aproveitar um pouco mais da vida.
Hoje passavam poucos minutos das 17:00 e eu pensava em que horas eu ia ir no velório dele pra dar um ultimo adeus, confesso que não estava tão triste, por que acho que ele tinha feito tudo que queria em vida, ele que tinha ido em paz, mas de repente olho pra frente na rua e vejo um cortejo, não pensei duas vezes; era ele.
Eu não tinha dado um adeus, quando vi aquele carro com coroas meu coração apertou e naquele momento percebi a perca, mas um sorriso veio logo em seguida, atrás do carro fúnebre vinha uma caminhonete de som tocando o mais puro Rock e uma comitiva de carros atrás cantando os pneus e dando borrachão, acho que era desse jeito que ele queria ir, hoje se foi um amigo, não esta mais em corpo, mas sempre ficara na alma de quem o conhecia.
Hoje não estou poético nem mesmo com inspiração pra contar uma história, mas as que vivemos juntos estarão em minha mente, TALES que você esteja em paz, quem sabe não esta junto de Janis Joplin, Jim Morrison, Jimi Hendrix, Brian Jones, e daqueles outros que só você curtia rsrsrsrsrsrs, mas sei que irá faltar um baixista daqui pra frente em nossas vidas.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

DEUS e o DIABO


Não me julguem mal, não pensem que eu sou ateu ou algo parecido nem que eu esteja blasfemando, mas e se tudo que conhecemos de DEUS e o Diabo fosse uma invenção somente para que tenhamos algo em que acreditar e algo em que temer, por que qualquer cristão temente a DEUS, treme quando falamos de inferno, alguns podem ate falar que não existe que não acreditam, mas no fundo todos têm “receio” do MAL. Não fujo a regra temo a DEUS e ao Inferno e todo o mal que nele habita, mas e se isso fosse só imaginação do povo? E se na realidade ao invés de sermos “escolhidos” nós decidíssemos a que lado serviríamos? Algumas pessoas podem achar que isso ocorre, mas esse não é o caso, minha história é sobre DEUS e o diabo onde ao invés de uma guerra para arrebatar almas para um dos lados onde às duas forças BEM e MAL travariam constantes batalhas por nossas ínfimas e desprezáveis almas, eles fossem dois amigos, dois jogadores, dois confidentes, que abrem as cartas à mesa e simplesmente deixam a escolha para cada um, e nós seres humanos, pobres almas perdidas nesse mundo caótico, tivéssemos que escolher entre o bem e o mal, o santo e o maldito, o puro e o profano. Enquanto isso DEUS e Diabo ficariam analisando, como se fosse um jogo de xadrez jogado por dois mestres, só que ao invés de um vitorioso existiria a imparcialidade, pois nenhum dos dois deseja ganhar, eles te dão à opção e aquilo que lhe atrair mais, será o caminho que terá traçado em sua vida.

Imaginem:

Uma manhã de um dia comum, daqueles que nada acontece, DEUS e o Diabo sentados num banco de praça, observando as pessoas que por ali passam. Como de costume eles tiram par ou impar pra ver qual deles dará inicio ao “jogo de escolha” dos mortais, dessa vez o Diabo ganhou e escolheu uma pessoa ao esmo ( não precisa nem falar que mesmo que ele escolhesse a dedo qualquer um seria uma boa vitima) e decide ficar com um rapaz, trinta e poucos anos, bom emprego, vida estável, pra muitos sem motivo algum para querer mais já que não precisava, mas como tudo que é oferecido da forma certa é tentador o Diabo apareceu para o rapaz e lhe fez uma proposta, simples, mas tentadora. Ele se ofereceu e disse ao rapaz que lhe concederia dois desejos, qualquer desejo, mas após a segunda escolha a alma do rapaz seria de posse dele, o rapaz não acreditou que ele poderia ser o diabo e lhe questionou dizendo: - Por que quer minha alma? De que ela vale? O Diabo lhe respondeu posso te dar tudo, estou lhe ajudando, gostei de você rapaz por isso lhe dei essa chance, escolha e o que pedir eu lhe darei.

O rapaz pensou por alguns instantes e disse: - Eu aceito!!! Quero me tornar o homem mais rico do mundo, um homem poderoso e ter uma mulher linda!

O Diabo disse: - Pois bem lhe concedo o que deseja! E lhe aviso desde já, caso queira o segundo desejo, grite meu nome bem alto que estarei junto de ti para lhe conceder o próximo desejo. E em um estralar de dedos o transformou no que desejara!

O rapaz por um segundo perdeu a consciência e acordou em um quarto maravilhoso, lugar que nunca tinha visto, olhou ao seu lado na cama e uma mulher maravilhosa estava ao seu lado, percebera que o desejo realmente tinha sido atendido, levantou-se e dirigiu-se a varando do quarto, quando olhou para fora viu um jardim enorme, verde, cheio de arvores, uma fonte, e varias pessoas trabalhando no jardim, desceu as escadas da casa e encontrou um de seus empregados que lhe ofereceu o café da manhã, o rapaz teve certeza de que aquela era vida que realmente queria, depois de tomar o café foi dar uma volta em sua propriedade e ver quais eram seus bens, viu que não eram poucos, que realmente era um homem muito rico, passadas algumas horas e depois de ter se maravilhado com tanta riqueza ele vê sua esposa num canto aos risos e vai em sua direção para conversar com ela, já que não havia visto em sua vida mulher tão formosa e com tanta beleza, eis que quando se aproxima vê que ela esta aos abraços e beijos com um homem, ele se revolta e começa a questioná-la:
- Por que faz isso comigo? Você não é feliz ao meu lado? Não te dei dinheiro, jóias, roupas? É assim que me paga?

Sua esposa lhe olha com desprezo e diz:
- De que vale tudo isso? Não te amo e nunca te amarei, amo o seu dinheiro e você sabe disso, sinto nojo de você, sinto nojo do que você é!

O rapaz perplexo pelas palavras lançadas por sua esposa, para e pensa no que ela estava falando, ela só poderia estar louca, tinha tudo que queria, por que sentiria nojo dele.
Nesse mesmo instante, todos são surpreendidos por sirenes e carros da polícia invadindo a propriedade. Deram-lhe voz de prisão e o levaram para a delegacia, durante todo o trajeto ele questionava o porquê estão lhe prendendo e ao chegar a delegacia teve sua resposta dada, ele era o maior traficante do país procurado a vários anos pela polícia, e o levaram-no para uma cela. Depois de alguns instantes pensando no que havia acontecido e como seu desejo poderia ter se tornado naquele pesadelo é surpreendido por um homem que estava no canto da cela, o homem lhe pergunta:
- Por que esta aqui meu jovem?

E o rapaz lhe responde:
- Fui preso por que sou um traficante.

O homem continua a conversa dizendo:
- É isso é uma coisa muito grave, e agora o que farão com você?

O Rapaz responde:
- Não sei, na verdade não sei nem por que estou aqui! Não era assim que queria viver não era pra ser assim.

O Homem lhe olhou nos olhos e disse:
- Essa foi sua escolha, ninguém lhe obrigou a fazer isso, sua ganância foi maior, você poderia ser outra pessoa, ter outra vida, mas foi uma decisão sua, mas não tenha medo, você sabe o que deve fazer, agora a escolha de mudar é sua!

O rapaz intrigado com aquilo perguntou:
- Quem é você?

O Homem sorrindo lhe diz:
- Sou um amigo, sou só um amigo que esta aqui pra lhe ajudar.

O rapaz se calou foi em direção as grades da cela e parou a pensar, seu cérebro e seu coração remoíam aquela situação e depois de algum tempo ele grita ao Diabo! Mais que rápido ele volta a sua vida normal e vê que aquilo poderia ter sido um sonho, um devaneio momentâneo, o alívio o toma e por um instante acreditou que aquilo era um sonho, mas quando estava se sentindo melhor, surge o Diabo em sua frente e diz:
- Me chamou e aqui estou pronto para lhe conceder o segundo e ultimo desejo, o que queres?

O rapaz indignado com a situação que o diabo lhe colocou questionou sobre tudo que havia acontecido, o Diabo por sua vez lhe respondeu dizendo que havia dado aquilo que ele havia desejado, lhe havia dado poder, riqueza e uma mulher linda, mas como tudo que é desejado de forma impensada ele não tinha responsabilidade nenhuma o pedido havia sido feito e o intimou a fazer o próximo pedido.

O rapaz se desesperou e disse que não ia fazer o outro pedido, o Diabo o questionou, dizendo que não poderia deixar de fazer o pedido, pois o trato tinha sido feito. O pobre rapaz num momento de reflexão lembrou-se do que o homem na prisão lhe havia falado “agora a escolha de mudar é sua” olhou ao seu redor observou todas as pessoas que ali estavam como se nunca mais pudesse estar onde elas estavam e disse ao Diabo:
- Se quer um pedido, lhe farei, me arrependo de ter aceitado tal acordo, mas já que não tem volta, desejo que essa pessoas que passam por essa rua sejam felizes, que mal nenhum aconteça a elas. Agora leve minha alma, o pedido esta feito.

O Diabo sorriu largamente, olhou-o piscou seu olho esquerdo para o rapaz e disse:
- Nosso acordo acabou de ser desfeito, você fez única coisa que poderia quebrar esse acordo, você se redimiu da ganância fazendo o pedido para o bem de outra pessoa e não para si próprio, e devo lhe confessar que são muito poucos que fazem isso, esse século você foi o primeiro, vá e viva sua vida e paz!

O rapaz virou-se e sumiu na multidão, o Diabo voltou à praça e juntou-se a DEUS no banco, pediu um cigarro e o isqueiro a DEUS, acendeu o cigarro e depois da segunda tragada, perguntou o que DEUS havia dito a ele na cadeia, DEUS virou-se soltou a fumaça do cigarro bateu a cinza e coçando a cabeça com um sorriso de canto de boca disse:
- Meu caro! Só disse a ele “a escolha de mudar é sua”.
- E só pra te lembrar amanhã sou eu que começo.

O Diabo rui, colocou a mão sobre o ombro de DEUS e os dois continuaram a observar as pessoas passando na rua.


Para quem teve paciência ou interesse de ler o post até aqui fica aqui um pensamento:

“O bem e o mal são tentadores, as pessoas criam suas tentações, seus desejos, seus sonhos e seus meios de alcançar o que almejam. Ninguém faz nada obrigado, ninguém decide fazer o errado, faz por que quer, por que no seu intimo a maldade existe e muitos não ligam pra isso, as coisas que fazemos não podem ser somente para que os outros vejam e falem: - Nossa como ele é bonzinho! Se você faz algo faça de coração, ou melhor, não faça! Por que os olhos dos homens não enxergam uma ínfima parte do que os olhos de DEUS ou a do Diabo enxergam, pensem nisso!”

OBS: esse post foi levado pelas músicas:
A light in a darkened world - Killswitch Engage;
Ielele - Tiarra;
Secret agent man – Johnny Rivers

domingo, 25 de abril de 2010

Velho bom é velho morto?


Hoje o dia foi bem produtivo, apesar de ser um domingo e como todo mundo sabe, domingo é dia de descanso, o meu ao contrário foi sentar a frente do computador e escrever um artigo que estava sendo “enrolado” a mais de um mês, mas para meu alívio está pronto rsrsrsrsrsr, o problema é que quanto mais escrevo mais coisas vêem a cabeça e vira uma bagunça, começo escrever sobre um assunto e quando me dou conta estou pensando em outro totalmente diferente, mas o bom é que surgem temas e textos diversos, não sei se gostam ou não, mas como eu não ligo (brincadeira, ligo sim!) vou postando aqui no “Histórias do Cão”.
A de hoje é um fato ocorrido no ultimo feriado, estava com um grupo de amigos passando um feriadão bem sossegado apreciando a natureza, havíamos feito muita coisa já, a tarde chegava ao fim e acabávamos de chegar de uma pescaria o pessoal já tinha tirado tudo de dentro dos carros, mas pra variar tinha esquecido meu cigarro e fui buscar, bendita hora que esqueci o cigarro, pois se não fosse ele não teria essa história pra contar. Já estava retornando pra perto da galera quando um senhor veio e me perguntou como tinha sido a pescaria, eu respondi que a pescaria foi boa pra quem foi pescar como eu não sabia pescar fiquei batendo papo e tomando umas cervejas, ali foi o inicio de uma conversa que durou um bom tempo, e eu realmente me envolvi na conversa, sei lá, acho que as pessoas têm uma impressão meio preconceituosa de mim, mas isso é tema pra uma outra história rsrsrsrsrs, mas esse é o foco da história o preconceito que temos com os idosos, na verdade conversando com aquele senhor me fez refletir me fez voltar um pouco no tempo e me perguntar será que fiz certo? Será que um dia não dei atenção pra alguém que viveu tanto e em tanta história pra contar?
Na verdade como qualquer um cheio de imperfeições com certeza já fiz isso, mas não me recordo de nenhuma, mas com certeza tenho esse peso na consciência, na minha infância e adolescência às imagens mais presentes foram da minha avó e da minha bisavó, mesmo sem querer acho que elas me ensinaram muita coisa uma delas foi escutar as histórias, as experiências de vida, os momentos felizes, engraçados e também os momentos ruins, um pouco do que sou é devido a isso. Mas não quero perder o foco da história, vamos seguir o raciocínio do Cão rsrsrsrsrs.
Durante aquela conversa fiquei pensando em quantas pessoas naquela idade com tantas histórias pra contar, não tem ninguém que as escute, que de o mínimo de atenção, essas pessoas por mais simples que sejam tem uma vida inteira de histórias de memórias a juventude deveria ouvir o que eles têm pra contar, mas sinceramente o que vejo hoje não é isso, nossos idosos são colocados de lado, como se fosse um móvel velho no canto da casa, me veio à frase: - “Velho bom é velho morto!”, será? Pra mim não, não sei se chegarei à idade de minha avó quem dirá da minha bisavó que morreu com seus noventa e tantos anos, sinceramente posso não viver tanto tempo, mas uma coisa eu digo quem disse essa frase (realmente não recordo e não vou fazer nem força pra lembrar) esta totalmente errado. Nossos “velhos” são a experiência algumas vezes de êxito outras de fracasso, de alegria outras de tristeza, dizem que ler é bom que nos leva a outros lugares, nos dá outras experiências, não discordo, mas e nossos “livros vivos”, que nos dão a mesma coisa? Alem de receber experiência nós fazemos algo ainda maior e mais nobre que é dar atenção a pessoas que muitas vezes estão carentes disso, mas que pra não incomodar não fala nada!
Pra mim “velho bom é velho que tem histórias”! E pra sabermos, temos que dar atenção e no fundo todos tem, só basta à juventude saber ouvir, ter paciência, atenção, não desprezo como vejo por aí! Sinto que não ouvi muito a “velha guarda” da minha família, me arrependo disso, por isso acho que é importante ouvir as histórias algumas são melhores que livros ou até poderiam virar livros, mas as pessoas não se tocam!
Fica aqui meu respeito pelas pessoas que viveram muito mais que eu, talvez um dia seja tratado de forma diferente pelos jovens, estou tentando mudar isso começando por mim


Desculpem se usei o termo “velho”, sei que não é o mais adequado, mas como conto histórias, não vou ser tão correto assim em meu vocabulário rsrsrsrsrsrsrsrs, falando nisso não escrevi nenhum palavrão nesse! CARALHO tô ficando bom rsrsrsrsrsrsrsrs!!!!!

Na verdade não seria uma história, mas sim um texto pra refletir, em que ponto estamos errando ou acertando em nossa vida e com as pessoas que fazem parte dela e mais que tudo uma homenagem às minhas vózinhas!!!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Série "Os Sete Pecados Capitais" - IRAApós a CENSURA


Depois da minha primeira censura resolvi acatar as observações feitas pela minha JORNALISTA e ASSESSORA particular, vou tirar as partes mais incisivas e que expressaram bem o titulo do post e deixar só o pensamento principal e meu diálogo com uma atendente de um determinado banco que tem por ai.

“Série - Pecados Capitais”, nesse Post poderia ter dois dos nossos sete pecados, a IRA (da minha parte com o atendimento) e a PREGUIÇA (por parte dos funcionários de “maravilhoso” banco), mas pra não bagunçar tudo aqui vou falar só da IRA mesmo.
Poderia dizer raiva, cólera, agressividade exagerada, se pararmos para observar, sempre encontramos cenas que ilustram esse pecado. As origens da ira podem ser por meticulosidade, por perfeccionismo ou até mesmo pela falta de paciência de quem detém esse maravilhoso pecado.
Basicamente a atitude mental que está por trás da ira é "quero destruir’ ou "eu quero e você deve", nada mais justo não é?!?!

Aysllan querendo ser atendido: encosta no balcão;
Atendente FDP: nem da bola;
Aysllan querendo ser atendido: coloca os papéis sobre o balcão;
2 minutos depois. . .
Atendente FDP diz: - Eu te chamei?
Aysllan querendo ser atendido diz: - Não você não me chamou, precisa de senha?
Atendente FDP diz: - SIM! Quando tiver uma senha e chegar a sua vez lhe atendo.
Aysllan emputecido diz: - Obrigado pela informação! (na verdade a vontade era de mandar aquela biscate tomar dentro do cú dela)

Como já havia falado, ainda duvido que exista uma pessoa que se livre dos “PECADOS CAPITAIS”, se alguem não tiver pelo menos um FAVOR POSTAR UM COMENTÁRIO.

OBS: quem leu o post original, leu, quem não leu se fudeu rsrsrsrsrsrsrsrsr!

segunda-feira, 15 de março de 2010

Série "Os Sete Pecados Capitais" - Orgulho


Hoje pela manhã estava pensando em um tema para postar e me veio um tema bem amplo e interessante pra escrever “Os Sete Pecados Capitais”, um tema que não sai de moda já que sempre estamos pecando só que nunca paramos pra analisar o quanto pecamos ou como pecamos. Os católicos vão à Igreja no domingo e vez ou outra, se confessam para aliviar suas almas do grande fardo que carregam, já os evangélicos “mais fiéis” estes não pecam de maneira alguma e quando pecam é por uma boa causa, ou não sabiam o que estava acontecendo e só se deram conta mais tarde (quando o demônio já havia saído de seus corpos), os ateus ou aqueles que não ligam muito pra religião estão cagando e andando para essas besteiras de pecados capitais!
Mas o certo é que isso é interessante quando analisamos as pessoas, cada um de nós detém o incrível dom de usar pelo menos um desses pecados com destreza, IRA, GULA, INVEJA, ORGULHO, AVAREZA, PREGUIÇA e LUXÚRIA, só que o mais interessante é que existem as sete virtudes, você já ouviu falar? Sinceramente eu só li sobre isso agora quando estava fazendo uma pesquisa pro post.
Mas simmmmmm temos salvação meu povo, basta apenas, seguirmos as normas, as regras, o que é imposto que tudo dará certo, sem esquecer de não cometer pecados e abusar muito do uso das virtudes, aqui elas, caso alguém tenha mais de uma favor comentar no fim do post, CASTIDADE, GENEROSIDADE, TEMPERANÇA, DILIGÊNCIA, PACIÊNCIA, CARIDADE, HUMILDADE.

Depois de algum tempo pensando em qual dos pecados iniciaria essa série posts decidi começar pelo ORGULHO, às vezes podemos pensar, mas por que ele é considerado um pecado, pois nos ensinam a ter orgulho, do nosso país, de nossa Família, etc. e por que classificar como um pecado? Pois bem vou lhes contar uma pequena história que pode ilustrar bem isso.

Minha irmã começou um curso no inicio do ano (mais um pra variar, espero que esse ela termine) e um dia fui perguntar como estava, o que ela estava achando, aquelas perguntas de praxe, no decorrer da conversa ela começou a falar sobre dois professores dela, dois caras conhecidos meus aqui da região, o fato é que ela estava indignada com a postura que os dois tinham em sala de aula, a arrogância e prepotência dos dois não é nenhuma novidade pra mim, mas numa sala de aula isso era novo, me surpreendi com o que ela me contou, resumidamente eles eram os caras, não existia ninguém que poderia ter tanta experiência e capacidade para trabalhar como eles, o resto dos profissionais era o “resto”, profissionais de terceira categoria, bons mesmo eram eles. Não sei por que, mas eu já estou acostumado a lidar com pessoas assim, pessoas cujo mundo gira em torno delas, que tudo que fazer é melhor, que são melhores, blá, blá, blá.
Na verdade gostaria de mandar essas pessoas pra puta que pariu, mas infelizmente minha educação e meus modos não me deixam fazer isso, talvez um dia quem sabe, não mate essa vontade que tenho.
Na verdade o orgulho nada mais é que o brio, a altivez, a soberba a sensação de que "Eu sou melhor que os outros" por algum motivo. Isto leva a ter uma imagem de si inflada, aumentada, não correspondendo a realidade, surge com isso à necessidade de aparecer, de ser visto passando inclusive por cima de padrões éticos e vendo os outros minimizados.
Na verdade temos que refletir muito sobre nossas atitudes, pois a nossa visão do “EU” não é a mesma que as pessoas que nos cercam têm sobre nós, acho melhor revermos nossos conceitos e como nos portamos, por que pessoa que se porta assim é um tremendo de um CORNO, ARROGANTE, PILHO DA PUTA.

Gente, na seqüência tem mais pecados capitais!

Quero ver se alguém tem mais de uma virtude, isso se tiver alguma hihihi!!!

terça-feira, 9 de março de 2010

Musiquinhas que não saem da cabeça!


Caráca já faz um tempinho que eu não posto nada aqui rsrsrsrsrsrsrs

Pior que tem umas histórias massas pra contar só que falta um pouquinho de tempo pra escrevê-las, mas esperem mais dia menos dia sai uma coisa boa por ai, e meus amigos que me desculpem, mas nessas horas a verdade é essencial, por que as histórias (cagadas) dos outros tem mais graça!
Eu nunca tive um gosto pra musicas muito certo, na verdade se tocou e eu gostei não interessa eu ouço, mesmoooooooo! Tem umas musiquinhas que ficam na cabeça podem ser refrões, podem ser aquelas propagandas bestas da TV, mas não adianta quando você menos espera esta lá você cantarolando elas, pior que elas invadem o cérebro e não tem jeito, se “fudeu mermão”.
Isso me faz lembrar de uma que ficau na cabeça a graças a meu camaradinha Douglas “Bugrão, Cotonete, BixuPau, Beronhão, Biro-Biro, etc., mas a um tempo atrás ele veio com uma que é foda:

“Deixou digitais em mim, agora vem pedindo que esqueça,
Deixou digitais em mim, procure alguém melhor que mereça.”

“Caralho veio” essas musiquinhas entram no cérebro mesmo, agora às vezes ta tudo quito e quando vejo to cantando essa porra!!! Mas não relamo não faz parte rsrsrsrsrsrs. . .
Aqui na minha região (Norte Pioneiro) a gente já conhecia esse “praga”, mas pelo visto o resto do Brasil não, o cara participou até da Malhação “meu DEUS”, mas beleza é mérito dele (e do empresário), mas é foda voce estar com essas musiquinhas na cabeça e quando consegue esquecer isso liga a TV e ouve: ““Deixou digitais em mim. . . . “ PUTZ daí fodeu volta de novo!
Abaixo tem uns links das músicas dele pra vocês também ficarem cantarolando durante o dia:

http://www.youtube.com/watch?v=9suXjRdz5zQ
http://www.youtube.com/watch?v=MKY9bmNrSP0&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=shDtgPOd98I&feature=related

SÓ UM AVISO: caso vocês ouçam essas músicas, depois não venham me xingar ta. . .

Me cobrem, pra contar algumas histórias do Douglas esse cara tem um azar com carros que vocês não fazem idéia!

To de cara com você. . .
To de cara com você. . . PUTZ de novo 

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Pequenos Detalhes!


Esse post é em homenagem a pessoa que entrou, saiu e entrou novamente na minha vida espero que fique pra sempre dessa vez.
A história é doida e daria pra escrever facilmente um livro.
Essa história se passa por volta do ano 2.000 (sou ruim de memória, me desculpem), mas o fato é que sempre no verão acontecem coisas inusitadas, como um garoto chegar na casa dos amigos e se deparar com uma garota deitada dormindo no sofá, esse garoto se espantou com tanta beleza naquela menina, só que não a conhecia e ela estava dormindo, ele deu aquela olhada e foi ao encontro de seus amigos, pois esse era o motivo pelo qual estava lá se divertir e passar o tempo junto da galera, em determinado momento quando foi à cozinha da casa e eis que surge a “dorminhoca”, ela cumprimentou-o e ficou conversando com os demais o garoto não deu muita bola (já que era de seu feitio não dar moral a quem não conhecia).
Depois de algum tempo poderíamos dizer que os dois já haviam se conhecido um pouco, já sabiam seus nomes e compartilhavam do mesmo circulo de amigos. Só que os encontros “casuais” começaram a ficar mais freqüentes, daquele jeito “nossa você por aqui”, o garoto já estava apaixonado pela menina, mas mesmo assim não deixava isso claro, tudo ficava subentendido nas entrelinhas, o tempo foi passando e as férias acabando o garoto via que sua oportunidade de falar o que sentia estava se esgotando e aos 45 minutos do 2º tempo eis que surge a oportunidade , um encontro mais uma vez “casual” que se findou com um banho de chuva (não programado, mas inesquecível) ali a menina viu que o garoto estava com segundas intenções. Mais tarde ocorreu o primeiro beijo, o garoto lamentava sua falta de iniciativa, pois faltavam poucos dias para a menina retornar pra casa, ele abriu seu coração e os dois por um longo tempo se corresponderam por cartas (aquela época a internet não era tão difundida assim, era pra poucos).
Quase um ano havia se passado quando uma noticia partiu o coração do garoto, em uma das cartas havia uma confissão ingênua da parte da garota, mas que causou uma separação dolorosa, um beijo os havia separado.
Anos se passaram encontros e desencontros, brigas, mais desilusões e olhares, mas durante muito tempo não se explicaram sobre o ocorrido, nem poderiam, pois não tiveram tempo de se explicar, por orgulho não se aproximavam da maneira que deveriam, para por um basta naquilo tudo.
Cada um viveu sua vida sem falar sobre o outro (ou querendo não falar por orgulho) durante alguns anos, mas por ironia do destino os dois voltaram a se falar ( o MSN já existia hihi), no inicio com cautela por que não sabiam da intenção um do outro, continuavam vivendo suas vidas, mas as conversas começaram a ter mais freqüência e de forma despretensiosa os dois se encontraram de uma maneira meio conturbada, pois o garoto estava acompanhado, mas aquilo marcou o garoto de tal forma que tudo que ele tinha deixou pra traz pra tentar reviver o que havia sido destruído por capricho do destino e por infantilidade de ambos, mas dessa vez ela não pensou duas vezes, esqueceu o passado e pulou de cabeça nesse novo reencontro.
Ele apostou certo hoje já são pessoas adultas, com planos e sonhos, tudo que ocorrera no passado foi enterrado (algumas vezes as histórias são lembradas hora geram risadas, hora geram ciúmes, mas nada que possa atrapalhar o amor que existe), uma história por muitos vista como loucura, como insensatez, mas por eles visto como destino, como amor verdadeiro.

Ááááá tava quase esquecendo sobre o título, a menina volte meia, esta cobrando ele (como todas as mulheres fazem com os homens), mas ele não se esquece dos detalhes, só que ela não sabe é que ele gosta de surpreender e de vez em quando (só pra não acostumá-la mal) faz uma surpresa os “pequenos detalhes” que ela tanto cobra!